Qual carro comprar? Veja as dicas para escolher o seu!

Qual carro comprar? Se você tem essa dúvida, você não está sozinho. Na verdade, essa é uma dúvida extremamente comum para a maioria dos Brasileiros. Não é à toa que, em média, um brasileiro demora 3 meses para comprar um carro. Afinal, são milhares de modelos e versões de carros disponíveis no brasil. Como, então, escolher o seu?

Pensando nisso, nós criamos este guia com os 7 principais passos para você decidir qual será o seu próximo carro. Tudo com base no seu perfil e nas suas necessidades. Este guia, na verdade, é a base que faz o app Qual Carro funcionar e gerar a sua lista de carros recomendados!

Portanto, utilizar o app pode ser a forma mais eficiente e prática de você tirar essa dúvida! Ainda assim, este guia pode ser importante para quem quer aprofundar ainda mais na metodologia. E, quem sabe, definir de uma vez por todas qual será o seu próximo carro!

Vamos então para o guia. Porém, antes de começar, vale destacar um dica importante.

Dica: cuidado com rankings!

Decidir qual carro comprar com base apenas em rankings ou em análises pode não ser a melhor forma. É claro que essas são ferramentas úteis e importantes – porém, não são suficientes para descobrir o seu carro ideal. Afinal, tais rankings não são personalizados paras suas necessidades, mas sim para as necessidades de algum comprador de carro “generalizado”. Esse foi um dos motivos pelo qual criamos o Qual Carro. Acreditamos que recomendações devem ser o mais personalizadas possíveis.

Por exemplo, imagine um ranking de custo-benefício. Ele só será útil se aquilo que você considera como “benefício” seja o mesmo que o considerado pelo autor do ranking em questão. Diferentes pessoas possuem diferentes conceitos de “benefício”. Para mim, benefício pode ser alguns itens conforto a mais. Talvez para você, seja mais potência do motor. E talvez para outro comprador seja mais espaço interno.

Portanto, tenha isso em mente na hora de decidir qual carro comprar. Você não quer escolher apenas o melhor carro, mas sim o melhor carro para suas necessidades! Agora, sim, vamos para o nosso guia! 😃

Passo 1: Entenda o seu perfil de motorista / comprador

O primeiro passo antes de definir o seu próximo carro é compreender em qual perfil de comprador / motorista você se encaixa. Você pode conferir com detalhes como descobrir o seu perfil neste post: Os diferentes perfis de compradores de carros. Mas aqui vamos resumir os 4 perfis mais comuns de compradores de carros.

Mobility (“mobilidade”): para você, o carro é apenas um meio de transporte. Você apenas precisa se deslocar a forma mais eficiente possível e com segurança.

Family (“família”): o seu carro está sempre cheio, seja com filhos, pets ou amigos. Seu carro deve ter espaço para todo mundo se sentir confortável, e deve ser capaz de agüentar malas ou outros objetos mais complicados de serem transportados em carros pequenos.

Driving passion (paixão por dirigir): o seu carro é mais do que apenas um meio de transporte. Você provavelmente ama dirigir. Mais do que isso: Seu carro é uma forma de se expressar e deve ter “a sua cara”

Business (negócios): o seu carro é sua fonte de renda, seu negócio. Talvez você seja um motorista particular, ou um profissional de venda que está sempre “na rua” com o seu produto. De qualquer forma, seu carro deve estar sempre preparado – pois a ausência dele impacta diretamente seus ganhos.

E aí, se identificou com algum desses perfis? Talvez você se identifique com 2 ou até 3 deles. Mas é importante entender qual deles está mais “forte” no seu momento de vida. Se você já conseguiu decidir, vamos para o próximo passo!

Passo 2: Defina suas prioridades

Todos queremos o melhor carro possível dentro do nosso orçamento. Mas não se engane: não existe um carro perfeito, que atenda a todos. Só nos últimos 10 anos foram lançados 25 mil diferentes carros/versões no Brasil. Para decidir qual carro comprar, portanto, é necessário priorizar o que você mais espera do seu próximo carro.

Para fazer isso, nossa recomendação é escolher as 3 dimensões mais importantes dentre as 6 abaixo. Elas são generalizações de uma série de características que um carro pode ter. Mas, com certeza, vai tornar sua priorização muito mais fácil.

Dimensão 1: Baixo consumo de combustível

Importante para quem prioriza baixo impacto ambiental e/ou reduzir o seu gasto com combustível. Em geral, mais escolhido pelos perfis Mobility e Business.

Dimensão 2: Desempenho

Quer um carro veloz? Se você gosta de saídas rápidas e uma direção precisa, essa é uma das dimensões a ser priorizada. Geralmente escolhido pelo perfil Driving Passion.

Dimensão 3: Ítens de segurança

Ítens como airbags, assistentes de direção, ABS, etc. Importante se, para você, um carro é apenas um meio de transporte e que deve cumprir seu papel de forma eficiente e segura. Geralmente escolhido pelos perfis Mobility e Family.

DIMENSÃO 4: Ítens de Conforto

Importante se você valoriza muito “curtir” o seu carro durante o uso, ou se o conforto do seu carro impacta diretamente seus negócios. Muito priorizado pelos perfis Business e Driving Passion.

DIMENSÃO 5: Espaço Interno

Importante se você terá um carro sempre muito “carregado”, seja de malas ou de pessoas. Portanto, muito priorizado pelos perfis Family e Business.

DIMENSÃO 6: Economia com manutenção

Para quem quer economizar com mecânico, seguro e depreciação em geral. Muito escolhido pelo perfil Mobility.

Escolheu suas 3 dimensões mais importantes? Então siga em frente para o passo 3!

Passo 3: Defina sua faixa de preço

Agora que você já tem uma ideal do seu perfil e das características do carro que você busca, o próximo passo e definir o seu orçamento. Ou seja, qual o valor máximo que você está disposto a pagar em carro.

É muito comum definir esse valor com base no capital que você possui disponível, inclusive considerando o seu carro atual em uma possível troca. Nossa recomendação, no entanto, é outra. Você deve definir o valor do seu carro com base não no custo imediato e no seu capital disponível, mas sim com base nas suas despesas futuras com o carro!

Segue um exemplo:

Suponha que você esteja pensando em comprar um Gol Trendline 2016 usado. Atualmente (maio/2019), ele é vendido em média por R$ 30 mil. Mas qual a despesa futura que ele irá gerar? Em um ano, você gastaria em média R$ 1 mil de IPVA, R$ 2 mil de seguro, e R$ 500,00 de manutenção. Além da desvalorização natural do veículo, de aproximadamente R$ 2,5 mil. No total, sua despesa futura com o carro será de aproximadamente R$ 6 mil por ano, ou seja, R$ 500,00 por mês em média.

Ou seja, comprar um carro de R$ 30 mil implica, em média, em uma despesa adicional de R$ 500 reais por mês. Isso sem contar as parcelas de um financiamento, caso seja necessário.

Uma regra simples

Complicou? Então para facilitar sua decisão, você pode aplicar uma regra que criamos: A “regra do 60x”! A idéia é muito simples: Estipule uma despesa máxima mensal que você aceitaria ter com o seu carro, e multiplique por 60. Esse será o valor máximo que você deveria estipular para seu novo carro. Exemplo: Se quero uma despesa de no máximo R$ R$ 400,00 por mês, então meu carro deve custar no máximo R$ 24 mil. Simples, não? Apenas lembre-se que isso ainda não considera a sua despesa com financiamento – assunto para a próxima etapa.

Passo 4: Defina se voce irá financiar, e quanto

Agora que você já definiu o valor máximo do seu carro, é hora de uma outra importante decisão: Financiar ou não? E, se sim, o quanto financiar? Mesmo que você seja obrigado a financiar o veículo por não ter o capital para pagamento à vista, você em geral poderá definir o valor da sua entrada.

A maioria dos bancos e financeiras exige uma entrada mínima me 20% do valor do veículo. Portanto, caso você não tenha esse valor, o ideal é voltar à etapa anterior e reduzir o valor máximo do seu carro. Possuindo 20% ou mais, a nossa recomendação é: dê a maior entrada possível, desde que isso não exija que você tenha que recorrer mais crédito no futuro.

Porque o maior valor de entrada possível? Com certeza, para pagar menos juros! Dificilmente uma aplicação financeira te pagará juros superiores ao cobrado por bancos e financeiras em um financiamento – portanto, quanto mais entrada, menos você irá pagar aos bancos.

Mas por que evitar precisar de crédito no futuro? Ocorre que os juros de financiamento de veículo, em geral, são mais baixos do que os juros de outras linha tradicionais de crédito, como crédito pessoal, crédito consignado e cheque especial. Portanto, se você acha que um valor elevado de entrada fará com que você precise contratar essas outras linhas de crédito posteriormente, mantenha um valor de entrada moderado e aproveite esse juro mais baixo!

Simuladores

Felizmente, hoje é muito fácil simular o as parcelas de um possível financiamento de veículos. Além do próprio app qual carro, o Banco do Brasil, por exemplo, oferece para seus correntistas uma simulação de financiamento diretamente pelo eu app. Para o público em geral, o simulador da BV é um que gostamos muito, bem simples de usar.

Decidiu o valor e o financiamento? Então vamos para o passo 5!

Passo 5: Escolha entre um carro novo e usado

Essa é outra escolha crítica no processo de compra: Um carro zero ou um carro usado (ou semi novo). Existem muitos especialistas defensores de ambas as opções. A realidade, porém, é que não existe uma resposta certa única para todos. Tudo depende do que é mais importante para você neste momento – e, para te ajudar nessa escolha, você deve ter em mente o seguinte:

  • Um carro zero implica em um custo maior na compra. Em geral, de 10% a 20% mais elevado do que um carro semi-novo que saiu há pouco tempo da concessionária. Portanto, poderá implicar em um carro de categoria inferior, ou com menos opcionais, do que um usado dentro do seu orçamento.
  • Em contrapartida, o carro zero te permite mais personalização (escolher opcionais originais) e reduz o seu risco de despesas imprevistas com manutenção, uma vez que possui garantia.

Ou seja, comprar um carro zero ou um carro usado é uma escolha entre menos “dor de cabeça” e “um carro melhor”. Não é uma decisão fácil… 🤔…. Mas é importante que você decida antes de ir para o próximo passo.

Passo 6: Escolha o modelo e versão do carro

Chegou a hora! Você já entendeu seu perfil e suas prioridades, já definiu seu orçamento e o valor do seu financiamento. Até mesmo já escolheu se irá focar em carros novos e usados. Vamos, então, descobrir o seu modelo e versão! Ou melhor… os seus top 5 carros!

Sim, exatamente, top 5. É importante que você tenha em mente ao menos 5 carros em mente, já considerando o ano e a versão do carro, antes de negociar com vendedores. Por que 5? Bem, se for muito mais do que isso, você possivelmente irá se distrair com opções não tão adequadas e que no fim você ou não fechará o negócio, ou se arrependerá. Porém, muito menos do que 5 te deixará com poucas opções na jornada, e consequentemente, com menor capacidade de escolha e negociações. Ter algumas opções “coringas” é uma ótima estratégia de negociação.

Mas como escolher os seus 5 modelos/versões de carros? Existem duas formas, basicamente: Fazendo uma pesquisa exploratória, ou utilizando uma assessoria especializada. Em ambos os casos, você precisará já ter realizado os 5 passos anteriores.

Pesquisas exploratórias

Consiste em explorar catálogos de carros, porém já filtrando diversas opções com base nas suas escolhas dos carros anteriores. Um exemplo é o catálogo do carros na web, que apresenta avaliações de carros e permite que você filtre diversas dimensões. Por exemplo, se você for um perfil family, procurando um carro semi-novo de até R$ 30 mil, poderia filtrar carros nessa faixa de preço com ABS e ainda ordenar pelo tamanho do porta-malas. Neste caso, o site retornará algumas versões de Siena, Versa e KA Sedan.

Essa é a forma mais tradicional de descobrir qual carro comprar. Nossa forma preferida, porém é a que vem a seguir.

Uso de uma assessoria especializada

A forma mais eficiente, com certeza, é utilizar uma assessoria especializada que consiga utilizar todas suas definições dos passos 1 a 5 e então, diretamente, recomendar quais são os 5 carros mais adequados para você. Esse serviço também é chamado de concierge.

Felizmente, hoje é possível utilizar esse serviço com o nosso aplicativo – tudo gratuitamente, de forma isenta e simples. Acreditamos que assessorias digitais como a solução do Qual Carro chegaram para ficar!

Conseguiu escolher os seus top 5 modelos/versões de carros? Então vamos para o último passo!

Passo 7: Escolher a loja e o carro!

Para o caso de carros zero km, essa etapa é relativamente simples. Afinal, você irá comprar em uma concessionária autorizada pela montadora. Quando estamos falando de um carro usado, porém, a coisa complica mais um pouco!

Basicamente, existem duas formas bem distintas de comprar um dos seu top 5 carros: Em uma revendedora ou diretamente com um proprietário (uma “pessoa física”). Como escolher entre essas duas formas?

Essa é uma questão semelhante à aquela de comprar um carro zero ou um carro usado. Ao comprar de um garagista / revendedor, você em geral pagará um pouco mais caro do que comprando diretamente de um proprietário. Porém, em contrapartida, poderá receber alguns benefícios, como algum tempo de garantia que alguns lojistas oferecem.

A escolha, novamente, é muito pessoal. A compra em revendedores é muito comum via marketplaces tradicionais, como Meu Carro Novo, Webmotors e iCarros. Já a compra com pessoa física, em geral, é iniciada em marketplaces como Mercado Livre e OLX. A dica, em ambos os casos, é avaliar cuidadosamente a reputação da loja ou do proprietário vendedor.

Existe ainda uma terceira (e nova) opção que particularmente estamos gostando bastante: O uso de revendedores digitais, como por exemplo o CarFlix. A grande vantagem deste tipo de revendedor é que os preços ficam mais próximos daqueles se comprados diretamente de um proprietário, porém com 1 ano de garantia como oferecido pelos lojistas. Assim, ele consegue absorver o melhor dos “dois mundos”.

Decidiu onde buscar seu novo carro? Então agora é partir para os test-drives e as negociações!

Conclusões

Decidir qual carro comprar é um grande desafio. Estamos sempre aprimorando esse artigo com base em novas pesquisas e feedbacks dos nossos usuários! Esperamos que, dessa forma, possamos tornar a jornada de escolha e compra de carros cada vez mais inteligente e simples para todos.

Deixe seus feedbacks e colabora você também com essa iniciativa! 😃

Equipe Qual Carro

Os diferentes perfis de compradores de carros

Qual tipo de motorista de carro você é? Entender o seu perfil pode ser muito importante se você está pensando em comprar um novo carro. A resposta pode ajudar a “filtrar” uma grande quantidade de carros que não fazem sentido para você – facilitando bastante a sua jornada de compra. Não é à toa que essa é uma das primeiras coisas que o app Qual Carro te ajuda a descobrir. E nós concluirmos que, atualmente, podemos segmentar os compradores de carros em 4 grandes grupos.

Antes, porém, uma observação. Esses grupos são apenas generalizações – portanto, é muito comum que algumas pessoas se encaixem em mais de um dos grupos. Também é muito comum “migrar” de grupo em determinadas etapas da vida.

Confira abaixo os 4 tipos mais comuns de compradores de carros que nós identificamos através dos usuários do nosso app:

O comprador de carro “mobility”

Para você o carro só serve para se locomover? Você considera seu carro algo necessário porém, se pudesse, abriria mão dele? Você costuma fazer conta para ver se vale a penas continuar com o carro, ou se seria melhor utilizar serviços como o do Uber (ou até mesmo um patinete)? Se você respondeu sim para algumas dessas perguntas, seu perfil como comprador de carro provavelmente é o mobility (“mobilidade”). Este é um grupo crescente no brasil, principalmente com a proliferação de serviços de compartilhamento de corridas (uber, cabify, etc) e de microdeslocamentos (yellow, green, etc). 

A palavra-chave para você, neste caso, é economia e eficiência. Por economia, entenda-se não apenas combustível. Você deve considerar carros com baixo custo de manutenção e baixa depreciação, ou seja, carros que não perdem tanto valor na revenda. Esse deve ser o seu ponto de partida na busca pelo novo carro: Se não estiver entre os carros mais econômicos, nem perca o seu tempo. Você, no fim, tomará uma decisão racional com base na sua economia a médio-longo prazo. 

Mas não deixe de lado também a eficiência. Para você, passar pouco tempo dentro do carro provavelmente é importante. Para fazer isso em grandes cidades como São Paulo ou Rio, por exemplo, você não precisa necessariamente de um motor potente – mas sim um carro pequeno que facilite estacionar ou se deslocar em meio a um trânsito intenso.

O comprador de carro “family”

Você usa constantemente o seu carro com mais de 2 pessoas? Não falamos apenas de filhos… pets também contam! Você costuma ter um monte de coisa “entulhada” dentro do carro? Por diversas vezes, desejou ter um porta-malas maior? Se algumas dessas perguntas se aplica a você, então seu perfil como comprador de carro provavelmente é o family (“família”). 

Se esse for o seu caso, as palavras chaves para você são segurança e espaço. Você provavelmente pode abrir mão de um pouco de conforto (ex: bancos em couro) ou até mesmo potência. Mas deve priorizar itens de segurança (ex: airbags, ABS) e mais espaço para as pernas e as malas.  

Diversos carros podem atender a um motorista Family nas mais diversas faixas de preço – mas é preciso ficar atento a algumas pegadinhas. No caso da dimensão de segurança, você deve ficar atento não apenas aos itens de segurança, mas também à nota de segurança pela qual o carro passa em diversos testes (os famosos “crash-tests”). O mais comum é o teste da NCAP, que pode ser conferido neste link (https://www.latinncap.com/po/resultados). Afinal, segurança para a família é fundamental!

No caso de espaço interno, a pegadinha é em relação às dimensões do carro. As montadoras costumam divulgar o volume interno do carro e o volume interno do porta-malas – e, sim, esse pode ser um bom ponto de partida para “filtrar” algumas opções. Mas não se engane: Mesmo com um grande volume, você pode se deparar com pouco espaço entre as pernas nos bancos traseiros, e até porta-malas que são muito rasos e compridos – impedindo acomodar determinados volumes. Portanto, antes de comprar o carro, faça todos os testes possíveis em relação ao espaço – não confie apenas nos números da ficha técnica.  

O comprador “driving passion”

Seu carro tem que ter a sua cara? Você considera seu carro uma forma de se expressar? Você ama dirigir e, se pudesse, passaria mais tempo sobre quatro rodas? Se você se identifica com essas questões, então seu perfil como comprador de carro provavelmente é o driving passion (“paixão por dirigir”).

Neste caso, ao comprar um carro, suas necessidades serão muito específicas e particulares – o que torna muito difícil de ser generalizada em uma categoria como nas outras. Mas é muito comum associar esse grupo de compradores de carros com necessidades de potência, conforto e, claro, com o “estilo” expressado pelo modelo do carro. 

Neste caso, a dica que damos é: muito cuidado com o seu orçamento na hora de comprar o carro. Você será tentado a estoura-lo – pois sempre há aquele opcional ou outro que você vai querer incluir no carro. E nem estamos considerando opções de tuning, que é outra história. 

Portanto, defina o seu budget e tente elencar algumas prioridades. Às vezes, se você quiser muito aquele carro que você considera lindo, pode ter que descer um pouco a motorização, ou abrir mão de alguns opcionais de conforto interno. Mas, como já dito, são situações muito particulares… e se, por fim, você estourar seu budget mas estiver em condições de bancar a diferença, vá em frente. Afinal, seu carro é muito importante para você!

O comprador de carro “business”

Seu carro é a sua fonte de renda? Você dirige muitas vezes dentro de um mesmo dia? Um imprevisto no seu carro pode afetar os seus ganhos? Se sim, então seu perfil como comprador de carro provavelmente é o business (“negócios”). Ou seja, seu carro faz parte do seu negócio. Com o crescimento de serviços de motorista particular (ex: Uber), este é um perfil cada vez mais presente no Brasil.

A compra do seu carro exige uma atenção redobrada. Afinal, diferentemente do que ocorre em outros perfis, o seu carro será uma fonte de renda e não de despesa! O que priorizar, então? Neste caso, duas dimensões devem ser o seu ponto de partida: confiabilidade do carro e características específicas do seu público-alvo. 

Por confiabilidade, entenda-se: Você precisa de um “carro que não quebra” e que tenha pouco risco de ser furtado. Afinal, além dos custos que isso gera, ficar sem o seu carro temporariamente irá acarretar em perda de receita. Ok… mas como encontrar um carro como esse? Nada é garantido, mas você pode utilizar estatísticas já prontas a seu favor para reduzir o seu. Uma forma de fazer isso, claro, é através e rankings de carros de baixa manutenção. Mas você também pode utilizar formas mais criativas, por exemplo, pesquisando carros que tenham baixo custo de seguro. Quem melhor para avaliar o risco de um carro quebrar ou ser roubado do que as seguradoras, que já vem fazendo esse tipo de análise há décadas? Se o seguro é baixo, então o risco provavelmente é baixo. Esse pode ser um bom critério de escolha. 

Mas, claro, você também deve considerar as características do carro de acordo com o seu público-alvo e o seu orçamento. Por exemplo, algumas categorias do Uber, como Black e Select, exigem carros de determinados tipos e com uma idade mínima. Se você pretende atender regiões próximas a aeroportos, também considere o porte do carro para que caiba malas e famílias. Por fim, lembre-se de que até o interior do carro pode ser importante. Isso pode impactar as suas avaliações e chances de pegar novas corridas.

Conclusões

Uma das coisas mais legais que estamos descobrindo com o Qual Carro é como está a distribuição dos perfis de compradores. Tentar recomendar um carro hoje sem compreender esse sperfis é uma tarefa quase impossível. Felizmente, temos um monte de dados bacanas para analisar. E esse é o cenário atual que observamos hoje nos utilizadores do nosso app:

Fonte: Qual Carro App

Para nós foi uma grande surpresa descobrir que mesmo com todas as mudanças que estamos vendo no mercado de veículos, os apaixonados por carros ainda dominam como maior grupo de compradores (bom, ao menos, os compradores que utilizam nosso app). Mas o número de “mobility” – pessoas que estão mais preocupadas com a locomoção em si do que com o carro – também chama a atenção.

Entender em qual desses grupos você se encaixa pode ser um ótimo ponto de partida para escolher o seu próximo carro. E, na dúvida, use o nosso app que irá facilitar muito nessa jornada. 

E você, se encaixa em algum desses grupos? Deixe sua opinião nos comentários!

Equipe Qual Carro

Baixe o App Qual Carro!

Escolher o seu novo carro está sendo uma tarefa difícil? Não se preocupe, isso é normal! Em média, um brasileiro demora 3 meses para conseguir escolher e comprar o seu novo carro!

Afinal, como escolher o carro que mais tem a sua cara? Existem muitos tipos, categorias, anos de fabricação e características técnicas. Você pode se deparar com milhares de opções à sua frente, mesmo em uma mesma faixa de preço. Além disso, para diferentes perfis de compradores de carros podem existir diferentes opções mais adequadas. Como, então, fazer a escolha certa?

Foi pensando nisso que criamos o Qual Carro – um aplicativo que ajuda você a descobrir os carros mais adequados ao seu perfil e às suas necessidades. Basta responder algumas perguntas e deixar o resto conosco!

Baixar no Android      Baixar na APP Store

Para você, tudo será muito simples. Você informa quem você é, e nós te informamos quais são os seus carros mais recomendados. Mas, por trás disso, existe uma técnica bem robusta. Nós cruzamos diversas informações técnicas de carros com informações comportamentais de consumidores e, utilizando uma sofisticada ciência da dados, descobrimos os carros que fazem mais sentido para cada perfil.

Atém descobrir o seu carro ideal, você ainda pode encontrar opções à venda próximas a você e simular financiamento. Tudo isso pensando em tornar sua jornada de compra mais simples e personalizada. E tudo isso com total isenção, sem qualquer custos e nem mesmo propaganda!

Gostou da idéia? Então baixe o app e descubra o seu carro ideal! Ah, nos diga o que achou. Estamos sempre coletando feedbacks dos nossos usuários para aprimorar o nosso serviço!

Equipe Qual Carro